Skip to main content
junior, pleno, senior

Como saber se um desenvolvedor é Júnior, Pleno ou Sênior?

Contratar uma equipe de desenvolvedores não é uma tarefa das mais simples, existe um universo próprio quando o assunto é a programação e os personagens deste mundo.

E isso envolve uma ampla gama de níveis de habilidades técnicas e interpessoais diferentes, além da experiência do profissional em si.

É essencial entender das terminologias para que você saiba o local certo de cada um e evitar efeitos negativos como o turnover, por exemplo.

Para ajudar você nesse sentido, preparei este material explicativo sobre a diferença entre os tipos de programadores e o que faz um desenvolvedor ser júnior, pleno ou sênior.

Turnover em TI: como engajar e reter desenvolvedores?

O que faz um desenvolvedor?

O trabalho de um desenvolvedor de software envolve a execução de alguns dos processos do ciclo de vida de desenvolvimento de software.

Nas grandes empresas, os desenvolvedores se concentrarão apenas em um ou dois fatores envolvidos no desenvolvimento, enquanto que nas empresas menores, como as startups, os desenvolvedores devem fazer um pouco de tudo.

Então podemos entender que o desenvolvedor é o responsável por desenvolver soluções tecnológicas por meio de linhas de código dentro de uma empresa a fim de otimizar processos.

O que é um Desenvolvedor Júnior?

O desenvolvedor júnior é um postulante a desenvolvedor.

É o profissional que está começando e tem a experiência mínima necessária para cumprir funções de programação consideradas básicas.

O desenvolvedor júnior precisa de suporte de outros desenvolvedores. Ele está em sua posição justamente para adquirir experiência e não conseguirá adquiri-la trabalhando sozinho.

O desenvolvedor júnior não é um desenvolvedor pleno por um preço mais barato, de forma alguma. É vital que você saiba o que procura quando busca por um dev júnior.

Ele tende a ter um conhecimento bem rudimentar sobre processos e habilidades bem limitadas sobre códigos.

Normalmente, o desenvolvedor júnior tende a se apegar a uma linguagem em específico, já que ele não teve tempo o suficiente de maturar em várias linguagens.

É ideal para encontrar soluções para pequenos problemas e ajudar desenvolvedores mais experientes em tarefas menos complexas.

São características do Desenvolvedor Júnior

  • Média de 0 a 3 anos de experiência como programador;
  • Paixão por aprender coisas novas;
  • Comprometimento pelo trabalho acima da média;
  • Conhecimento teórico “fresco” de TI de forma geral, já que normalmente estuda diariamente;
  • Interesse e conhecimentos sobre tecnologias mais recentes;
  • Tem domínio dos recursos básicos da linguagem, mas ainda não tem familiaridade com algumas estruturas avançadas;
  • Mais disposição para aprender coisas novas.

O que exigir de um Desenvolvedor Júnior

  • Corrigir bugs pequenos e menos importantes;
  • Trabalhar com um escopo bem definido do que está fazendo;
  • Evolução constante e disposição para aprender novidades;
  • Ajudar os desenvolvedores mais experientes.

Você deve ter em mente antes de contratar um Desenvolvedor Júnior

  • Exige mais iterações nas revisões de código;
  • Não tem experiência nas melhores práticas, vai aprender isso durante o processo de desenvolvimento;
  • Poderá exigir o dobro do tempo e esforço em relação ao dev pleno;
  • Deve ser supervisionado.

O que é um Desenvolvedor Pleno?

desenvolvedor pleno

Desenvolvedor pleno é o próximo estágio do desenvolvedor júnior.

É o dev pleno aquele que já desenvolveu muitas linhas de código, foi testado pelos principais desafios das linguagens da stack e se sente pronto para pegar projetos mais individualistas e desafiadores.

Normalmente, um desenvolvedor leva em torno de cinco anos para atingir sua plenitude. Dependendo do ambiente e do profissional este tempo pode diminuir ou aumentar.

Mas a diferença entre um desenvolvedor iniciante para um programador pleno inclui muito mais do que experiência.

Um desenvolvedor pleno será competente em todos ou alguns estágios do ciclo de vida de desenvolvimento de sistemas. As habilidades incluídas envolvem documentação, análise e testes.

É a pessoa que mata no peito e assume o risco. Não se esconde e busca solucionar problemas e corrigir os erros mais críticos.

O desenvolvedor pleno configura independentemente o ambiente de desenvolvimento e tem a capacidade de trabalhar em vários projetos simultaneamente sem uma supervisão constante.

São características do Desenvolvedor Pleno

  • Média de 5 anos como programador;
  • Disposição para ensinar o que sabe e aprender coisas novas;
  • Tem experiência em projetos dos mais variados tipos;
  • Pode trabalhar sozinho ou em equipe como um líder;
  • Pode configurar o ambiente de desenvolvimento sozinho;
  • Tem iniciativa e busca maneiras diferentes de resolver problemas;
  • Não pensa somente em códigos, mas também nos principais aspectos do negócio (marketing, administrativo, financeiro etc).

O que exigir de um Desenvolvedor Pleno

  • Criação de código legível para outros desenvolvedores;
  • Habilidades de otimização de código para torná-lo mais eficiente;
  • Capacidade de quebrar as tarefas em tarefas menores;
  • Testes, testes e mais testes;
  • Revisar o código em detalhes;
  • Encontrar bugs e propor plano de ação para correção;
  • Executar várias tarefas em vários projetos de forma simultânea;
  • Domínio das principais linguagens da stack;
  • Orientar os desenvolvedores juniores.

Você deve ter em mente antes de contratar um Desenvolvedor Pleno

  • Ele pode não ter a experiência necessária na solução de TODAS as tarefas e em todos todos os níveis de complexidade de forma independente;
  • Apesar de ter autonomia para os principais processos, o desenvolvedor pleno ainda precisa de um mentor;
  • Ele ainda não é um desenvolvedor sênior.

O que é um Desenvolvedor Sênior?

desenvolvedor senior

O termo sênior tem origem no latim senior, comparativo de superioridade de senex (ancião), sendo o antônimo de junior, comparativo de superioridade de juvene (jovem).

O conceito do termo ancião não envolve somente a idade, mas principalmente a experiência. E isso exige muito tempo.

Podemos concluir então que o desenvolvedor sênior é aquele programador tido como a referência maior do time. Ele já passou por tudo o que se possa imaginar e sabe por quais caminhos o time deve seguir.

É o profissional capaz de dar conselhos práticos, já que ele acumulou uma quantidade maior de anos de experiência no mesmo cargo.

Para se qualificar para um cargo sênior, o desenvolvedor deve ter, no mínimo, mais de oito anos de experiência resolvendo problemas, claro que existem raras exceções.

Um programador sênior deve também servir como um mentor para os demais desenvolvedores da equipe.

Deve ser capaz de se comunicar diretamente com os clientes e resolver problemas em todas as pontas do negócio que envolvam tecnologia, em detalhes.

São características do Desenvolvedor Sênior

  • Geralmente mais de 8 anos de experiência com desenvolvimento de software;
  • Alto nível de autoconhecimento e autodesenvolvimento;
  • Experiência na resolução de problemas e tarefas de alta complexidade;
  • Mentalidade de cientista, busca experiências e inovações cotidianamente;
  • Especialista em mentoria e desenvolvimento de novos talentos;
  • Conhecimento e experiência em todos os aspectos da engenharia de software;
  • Capacidade em delegar tarefas com assertividade;
  • Capacidade de justificar processos e valores usando dados e bom poder de convencimento;
  • Tem uma visão do bigpicture e, ao mesmo tempo, profunda do negócio.

O que exigir de um Desenvolvedor Sênior

  • Pode assumir processo completos, desde o desenvolvimento até o lançamento;
  • Capacidade de construir e implementar um sistema a partir do zero;
  • Habilidade analítica de encontrar brechas em grandes projetos;
  • Assume os riscos mais altos dentro do time;
  • Fazer revisões regulares do código;
  • Pode resolver problemas diferentes e de forma independente devido sua experiência;
  • Ser conciliador e solucionador de conflitos internos do time;
  • Excelente comunicação e capacidade de vender ideias e projetos;
  • Extenso conhecimento teórico e prático sobre os mais diversos assuntos de tecnologia.

Você deve ter em mente antes de contratar um Desenvolvedor Sênior

  • Este profissional tende a ter as melhores habilidades técnicas da profissão, mas você deve estar atento quanto aos seus Soft Skills também;
  • Deve transmitir confiança;
  • Merece ser bem remunerado.

Uma coisa precisa estar bem explicada, não existe regra em nenhum dos tópicos, são padrões do mercado e médias foram consideradas. Sempre iá existir o desvio de um padrão já estabelecido.

Pode existir um desenvolvedor de um tipo com características de outro tipo? Claro, mas são exceções.

A situação também pode variar conforme o ambiente inserido, ou seja, existem setores que transformam o profissional em mais ou menos tempo. Assim, existem inúmeras variáveis a se considerar também.

Em suma, a lógica foi apresentada e espero que tenham ficado claras as diferenças entre cada um dos tipos de desenvolvedores de acordo com suas habilidades e experiências.

Mas ainda fica a pergunta: onde encontrar o desenvolvedor ideal para a minha empresa?

Onde encontrar os melhores desenvolvedores?

Como você deve saber, existem desenvolvedores de todos os tipos e o processo de recrutamento e seleção de desenvolvedores é complexo e desafiador.

Por isso, com o objetivo de tornar o processo de recrutar profissionais tech mais inteligente, rápido e funcional, a GeekHunter descomplicou o acesso aos talentos mais qualificados de acordo com o perfil do seu negócio.

Aproveite para criar seu perfil na plataforma da GeekHunter, saber mais e encontrar os profissionais tech mais engajados de acordo com suas necessidades específicas.

Compartilhar

Eduardo Silva

Copywriter na GeekHunter, busca novas experiências no universo do desenvolvimento de software por meio de histórias de valor.