Skip to main content

Regras de convivência no trabalho: quais são e como colocá-las em prática

É fato que cada empresa é um universo com características próprias. Ainda assim, existem algumas regras de convivência no trabalho que são comuns a todas elas, pois ajudam a garantir um clima organizacional mais agradável e uma colaboração mais harmoniosa entre as equipes. 

Para as empresas, a boa convivência no trabalho é sinônimo de resultados positivos em diferentes frentes. 

Já para os colaboradores, seguir essas regras de boa convivência é determinante para o sucesso e crescimento na carreira.

Ou seja: trata-se de uma relação “ganha-ganha”, no qual todos os envolvidos são beneficiados de alguma forma. 

Ao longo deste post, vamos falar mais sobre o assunto e trazer dicas importantes para quem deseja conviver melhor no ambiente de trabalho, mas não sabe muito bem quais práticas adotar. 

Colleagues giving a fist bump

Quais são as regras de convivência no trabalho?

Apesar de não existir um manual universal quando falamos em regras de convivência no trabalho, há sim alguns pontos-chaves que ajudam a garantir um ambiente corporativo mais harmonioso.

Podemos chamá-las, na verdade, de boas práticas profissionais. Inclusive, algumas delas estão relacionadas a normas sociais bastante conhecidas, tanto fora quanto dentro das empresas.

Considerando que muitos profissionais estão voltando para os escritórios agora, após um longo período de home office em decorrência da pandemia, vale à pena relembrar quais são as principais regras no trabalho:

O respeito deve vir em primeiro lugar 

Já ouviu dizer que “respeito é bom e todo mundo gosta”? Pois bem, essa máxima deve ser levada muito a sério quando o assunto é garantir uma convivência harmoniosa no trabalho

Seja qual for a sua função ou cargo que você ocupe, preze sempre pelo respeito e educação ao se relacionar com os seus colegas. Isso inclui até mesmo tomar cuidado com as brincadeiras e piadas.

Com a pauta de diversidade ganhando cada vez mais força dentro das organizações, também vale reforçar que o respeito deve ser exercido independentemente de quaisquer diferenças que você tenha em relação às pessoas que trabalham com você. 

Lembre-se: não importa o gênero, religião, raça, idade ou classe social. Todos merecem ser tratados igualmente, com respeito e gentileza.

Isso certamente contribuirá com a construção de um ambiente organizacional mais agradável para todos.

Evite criar intrigas 

Essa é uma daquelas regras de convivência no trabalho que também se aplicam muito bem à vida pessoal.

Falar mal de um colega ou, então, fazer fofoca são alguns comportamentos que, apesar de parecem pequenos em um primeiro momento, podem resultar em grandes conflitos. 

Por isso, fique longe de fofocas sempre que possível e quando tiver problemas de relacionamento com alguém do seu trabalho, tente resolvê-los diretamente com a pessoa envolvida.

Muitas vezes, uma conversa franca é o suficiente para solucionar os atritos e construir relações mais saudáveis com seus pares.

Desenvolva o espírito de equipe

Saber trabalhar bem em equipe é uma habilidade bastante desejada pelas empresas. Afinal, na maioria das vezes o seu trabalho dependerá do envolvimento de muitas outras pessoas.

Por isso, tenha em mente que desenvolver o espírito de equipe e deixar a competitividade de lado em algumas situações pode ser importante para não atrapalhar os resultados coletivos.

É como diz uma frase bastante conhecida: quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado, com certeza vai mais longe.

Cumpra com o que foi acordado

Para além das práticas que ajudam a construir relações mais harmoniosas, há também algumas regras no trabalho que podem favorecer o seu sucesso profissional.

Entre elas, podemos citar o cumprimento de alguns acordos pré-estabelecidos, como o seu horário de trabalho e prazos para entrega de tarefas.

Também é recomendado deixar para resolver questões pessoais fora do expediente – a não ser que seja algo urgente, é claro.

Cumprir com todos esses acordos pode te ajudar a construir uma postura mais ética na empresa em que trabalha.

Home-office e as novas regras de convivência no trabalho que surgiram 

Com a pandemia, muitas empresas adotaram o home office como o modelo oficial de trabalho, o que tende a continuar sendo uma realidade mesmo quando o cenário for um pouco menos caótico

Se por um lado o home office quebrou diversas barreiras de formalidade nas relações de trabalho, ele também trouxe algumas regras específicas.

Entre as regras de convivência na pandemia que mais se destacaram no último ano, podemos citar três:

  • Alinhar expectativas com relação à comunicação: ver e ouvir os colegas, mesmo que por meio da câmera do computador, ajudou a encurtar a distância imposta pela pandemia. 

Neste contexto, muitas empresas criaram uma rotina de comunicação com o time, como, por exemplo, realizando pequenos alinhamentos ao longo do dia;

  • Estabelecer horários: quando nossa casa vira nosso local de trabalho, pode ser difícil separar a vida pessoal da profissional. 

Definir horários e compartilhar a agenda com os colegas foram algumas formas encontradas para tornar essa jornada mais fácil e, assim, evitar conflitos ou sobrecargas;

  • Estar atento à organização: como consequência das mudanças acima, o home office também demandou mais organização dos profissionais, tanto no que diz respeito à área de trabalho quanto à administração do tempo. Olhar para isso foi fundamental para o cumprimento de todos os combinados.

Como a boa convivência no trabalho interfere no crescimento profissional?

Como você pôde ver até aqui, existem várias regras no ambiente de trabalho que ajudam a construir relações mais genuínas e melhorar o dia a dia nas organizações. Mas qual será a relação que isso tem com o crescimento profissional? 

De forma geral, quanto mais os colaboradores estão satisfeitos com o lugar onde trabalham, melhores serão os resultados da empresa. Isso porque maiores serão as chances de eles se comprometerem com os objetivos da organização e desempenharem bem suas funções.

Individualmente falando, cumprir com as regras de convivência no trabalho também faz com que o colaborador seja visto com bons olhos por seus gestores e demais colegas, o que favorece o crescimento profissional.

Seguir essas regras faz parte do conjunto de habilidades comportamentais (chamadas de soft skills) desejáveis pelas empresas. Na sequência, vamos falar mais sobre elas.

Soft Skills e Hard Skills mais procuradas na área de tecnologia e programação

Como acabamos de mencionar, muitas vezes o cumprimento de regras no trabalho está relacionado ao desenvolvimento de soft skills importantes, como, por exemplo, a capacidade de trabalhar bem em equipe.

Para ajudar na construção de ambientes de trabalho mais agradáveis e produtivos, as empresas de tecnologia têm buscado cada vez mais por profissionais que combinem bem as habilidades comportamentais com as habilidades técnicas, que são chamadas de hard skills.

Veja, a seguir, quais são as soft e hard skills mais buscadas atualmente na área de TI:

Soft Skills

  • Criatividade
  • Liderança e Motivação
  • Colaboração
  • Adaptabilidade
  • Inteligência emocional

Hard Skills

  • Linguagens de programação
  • Inteligência artificial (IA)
  • UX – Experiência do usuário
  • Computação em Nuvem
  • Análise de Dados
  • Gestão de projetos

Gostou deste post e quer saber mais? Então confira agora mesmo o artigo “Hard skills e soft skills: o que priorizar em um profissional de TI”, no qual abordamos os conhecimentos indispensáveis para a formação de equipes de alta performance. Te vejo por lá!

Compartilhar