Skip to main content
Recrutamento e seleção por competências

Como fazer a melhor seleção por competências para a sua empresa!

Encontrar os profissionais certos para ocupar os cargos certos da sua empresa é sinônimo de formação de equipes de profissionais de TI alta performance. E para que isso aconteça, você deve usar a seleção por competências!

De forma resumida, a seleção por competências tem o objetivo de encontrar um colaborador que tenha um perfil que se adeque à cultura da empresa. Além, é claro, de atender aos requisitos da função em questão.

Continue acompanhando esse artigo e entenda mais sobre esse tipo de recrutamento e seleção. Aproveite e conheça também as melhores ferramentas que você deve utilizar para adotar esse processo em sua organização.

O que é seleção por competências

Seleção por competências em uma empresa
Entenda o que é a seleção por competências e revolucione o recrutamento da sua empresa

A seleção por competências é uma abordagem diferente na contratação de colaboradores. Ela tem como prioridade encontrar um candidato que preencha os 3 pilares de uma competência:

  • Conhecimento;
  • Habilidade;
  • Atitude.

Uma das principais características desse processo de seleção é que ele deve ser objetivo e imparcial. Ou seja, é a partir do preenchimento desses requisitos específicos da vaga que um candidato será ou não contratado.

Com isso, impressões e suposições do recrutador deixam de ter tamanha importância.

Em um processo de recrutamento e seleção por competências, cabe ao recrutador analisar todos os conhecimentos, habilidades, e atitudes do candidato.

Esse tipo de seleção se torna mais assertivo justamente por considerar as tendências comportamentais e competências dos candidatos.

Afinal de contas, a cada 5 demissões que acontecem, 3 são motivadas por questões de comportamento. E esse é um dos pontos mais relevantes durante o processo de recrutamento e seleção por competências.

O que são as competências

Competências são definidas como: “um conjunto de conhecimentos, habilidades e características pessoais (atitudes) que, quando aplicados adequadamente, pressupõem um desempenho superior através de comportamentos demonstrados”.

Com essa descrição fica mais fácil entender porque a seleção por competências tem se tornado fundamental para evitar o crescimento de turnover e o melhor, potencializar o rendimento e a entrega de resultados por uma equipe.

Quais são as competências

E quais são as competências mais exigidas nos processos de seleção por competências?

No campo das hard skills, são:

  • Computação em nuvem;
  • Mineração de dados e análises estatísticas;
  • Integração de softwares;
  • Arquitetura da informação;
  • UX/UI design;
  • Sistemas de controle de versões;
  • Apresentação de dados;
  • SEO/SEM marketing;
  • Desenvolvimento em mobile;
  • Segurança de redes e informação.

Já na categoria soft skills, temos:

  • Resolução de Problemas Complexos;
  • Pensamento Crítico;
  • Criatividade;
  • Gestão de Pessoas;
  • Coordenação em equipe.

Obviamente, as competências da categoria de soft skills são mais difíceis de serem medidas. Não é como um teste para desenvolvedor que é o suficiente para provar as habilidades de alguém em determinada linguagem.

Mas usando as ferramentas certas, você conseguirá revelar e testar esses pontos tão importantes de um candidato.

Lembre-se que aprender sobre uma determinada ferramenta, entender/aplicar um método, conhecer coisas externas a si é mais convidativo e mais fácil de ser encontrado. Aqui falamos das hard skills.

O jogo muda quando se exige soft skills em um recrutamento, e é justamente isso que a seleção por competências prega. São elas que fazem a diferença para tornar as empresas modernas mais dinâmicas, flexíveis e interconectadas.

Aproveite para ver quais são as soft skills mais requisitadas do mercado!

Como realizar o recrutamento e seleção por competências

Para realizar um processo de recrutamento e seleção por competências, é essencial que o recrutador leve em consideração as características comportamentais necessárias para que o ocupante de determinada função entregue os melhores resultados para a organização.

E para colocar esse processo em prática, confira um passo a passo:

Passo 1: O perfil ideal da vaga

Nessa primeira etapa, deve ser mapeado tudo que envolverá a vaga e a pessoa que a preencherá. Aqui estamos falando das campetências técnicas e comportamentais, os pré-requisitos e maturidade, a cultura do setor, aspirações de carreira, cursos necessários e qualquer coisa a mais que possa ser útil.

Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve.

Lewis Carroll

Ainda no primeiro momento, você precisa estar muito bem alinhado com a pessoa responsável pelo setor da vaga. Converse, entenda, levante os principais pontos, as dores e todas as outras necessidades que forem necessárias.

Passo 2: Currículos e seleção

Aqui, passaremos a atuar de forma prática na seleção por competências. Tendo o perfil da vaga e do candidato já mapeados, partiremos para a fase dos currículos.

Siga o seu processo de recolhimento de currículos normalmente, ou invista em plataformas de recrutamento especializadas como a GeekHunter.

Você pode montar um checklist dos pontos necessários para que os inscritos no seu processo seletivo passem da triagem curricular, facilitando o processo.

Feita a triagem, você segue o seu processo seletivo da forma que achar mais adequada. Com dinâmicas, entrevistas, testes, etc.

Passo 3: Aplicação de testes

Testes comportamentais na seleção por competência
Entenda como os testes comportamentais funcionam e como melhorar ainda mais a sua seleção por competência

Seja antes, durante ou depois das dinâmicas ou entrevistas, os testes comportamentais são importantíssimos para mapear as competências que você deseja encontrar.

Você conseguirá cruzar as informações sobre as competências essenciais para a vaga e as competências identificadas no perfil do candidato.

Alguns testes de comportamento que você pode aplicar na sua seleção por competências:

DISC

A metodologia DISC avalia alguns quesitos muito importantes da personalidade do candidato:

Domínio: Perfil comportamental e evidencia como administra os desafios e as dificuldades;
Influência: como se relaciona, seu nível de capacidade de comunicação e de influência sobre os outros;
Estabilidade: administração de transformações, enfrentamento de mudanças e como se posiciona nesses instantes;
Conformidade: capacidade do indivíduo de se ajustar, respeitar as regras impostas e de obedecê-las de acordo com o que foi estabelecido.

AC (Atenção Concentrada)

Usado quando a função exige muita concentração e mede a capacidade de concentração em determinado espaço de tempo.

O teste consiste em encontrar, dentre 21 linhas com 21 símbolos diferentes, os 3 símbolos que estiverem destacados no topo da folha. Esse é um dos testes feitos no Detran antes de iniciar o processo da carteira de habilitação.

Lembre-se de não exagerar nos testes e tornar o seu processo seletivo muito longo e cansativo.

Passo 4: A contratação

Depois de passar por todas as etapas, você terá em mãos o nome da pessoa que estará integrando a sua equipe de forma certeira. Será uma decisão embasada em informações previamente coletadas e zero (ou pouquíssimas) impressões/intuições.

Essa é a premissa da seleção por competências. Independente de cor, gênero, capacidades ou o que for, se a pessoa estiver apta, ela deve entrar na sua empresa.

Vamos entrar em mais detalhes!

Como funciona o teste comportamental

Adotar uma ferramenta para a seleção por competências pode deixar todo o processo ainda mais assertivo e rápido. E uma das ferramentas mais populares e indicadas para tal situação são os chamados Testes de Perfil Comportamental.

De forma resumida, podemos dizer que os Testes de Perfil Comportamental são questionários que tem como objetivo identificar as competências dos candidatos ou colaboradores.

Esses testes mapeiam as competências e tendências comportamentais do candidato e as agrupa conforme características em comum e em diferentes perfis.

Os testes costumam ser simples e rápidos e, geralmente, pode ser respondido em até 10 minutos.

Mas para que o teste cumpra seu papel, é preciso que as respostas sejam dadas com sinceridade e que não haja interrupção durante a aplicação do mesmo.

É recomendado também que o teste de perfil comportamental seja aplicado por profissionais devidamente capacitados da área de psicologia. Afinal de contas, os resultados precisam ser interpretados e todas as variáveis possíveis devem ser visualizadas e avaliadas.

Mas se você não tem esses profissionais, que tal adotar um sistema de Gestão Comportamental?

Esse tipo de ferramenta permite que você tenha o mapeamento comportamental de todos os candidatos e ainda armazene essas informações. Dessa forma, você tem acesso fácil aos principais indicadores e poderá realizar as análises necessárias.

Na maioria dos casos, a própria ferramenta de Gestão Comportamental fornece o cruzamento das informações, ou seja: quais características do perfil comportamental do candidato se encaixa com o perfil desejado para ocupar a vaga em aberto. 

Benefícios da seleção por competências

recursos humanos na área de Tecnologia
Recrutamento e seleção por competências pode ser a melhor opção para a sua empresa

Conforme você tem acompanhado o nosso artigo, já deve ter percebido alguns benefícios em adotar o processo de recrutamento e seleção por competências em sua organização.

Mas para facilitar o seu entendimento, listamos aqui os motivos mais convincentes para você abraçar essa estratégia em seu próximo recrutamento. Vamos lá?

  • Redução das chances de se realizar uma contratação errada;
  • Possibilita a medição de cada habilidade dos candidatos para um bom desempenho na função;
  • É um processo de seleção mais sistemático e, consequentemente, mais objetivo;
  • Facilita os processos de análise e avaliação de desempenhos no futuro;
  • Aumenta as possibilidades de se realizar uma contratação de muito sucesso;
  • Facilita o encontro de profissionais que se adequem ao fit cultural e aos objetivos da empresa;
  • Reduz a taxa de turnover;
  • Redução de tempo na realização de treinamentos;
  • Garante a imparcialidade dos recrutadores no momento da avaliação dos candidatos;
  • Pode garantir maior produtividade da equipe;
  • Aumenta as possibilidades de melhorias de entrega e de resultados para a organização;
  • Aumento da credibilidade do setor de Recursos Humanos com contratações mais assertivas.

Agora que você já sabe o que é o recrutamento e seleção por competências, o seu funcionamento e benefícios, é hora de trazer esse processo para sua organização.

Mas antes disso, um importante lembrete: seja qual for a contratação que você ou sua equipe forem realizar é fundamental que o processo seja alinhado com o gestor responsável pelo setor contratante.

Afinal de contas, é esse gestor quem deverá liderar o novo colaborador e o profissional que melhor conhece as características e desafios da vaga, além, é claro, das competências desejadas para o ocupante da função.

Agora é com você! Conte pra gente como tem realizado os processos seletivos em sua empresa e se já adota o recrutamento por competências.

Compartilhar

Redação GeekHunter

Artigos escritos pela equipe de conteúdo da GeekHunter.