Skip to main content
profissional apresentando um projeto

Pesquisa de clima na prática: tudo para fazer a sua!

Você tem conhecimento sobre o real sentimento dos colaboradores em relação a sua empresa?

Independente da resposta, o que podemos afirmar é que existe uma forma segura, eficaz e responsável para que você possa medir o nível de satisfação de seus funcionários: estamos falando da pesquisa de clima.

Adotada por diversas empresas, a pesquisa de clima é utilizada para medir os sentimentos dos colaboradores perante diversas situações e tarefas dentro da organização em que atuam.

Com os resultados desse trabalho, gestores têm em mãos importantes dados e informações que, se bem utilizados, podem resultar em ações de melhoria para ambas as partes, como  um ambiente de trabalho mais saudável, com mais produtividade e, consequentemente, mais lucro.

Neste artigo vamos mostrar a você a importância da pesquisa de clima dentro de uma empresa e qual a melhor forma de aplicá-la em sua organização. Vamos lá?

Pesquisa de clima: o que é e para que serve

mulher colocando a mão no ombro da outra

De forma resumida, podemos dizer que a pesquisa de clima é uma ferramenta utilizada para detectar a forma como os funcionários percebem o ambiente de trabalho.

A pesquisa de clima desperta em gestores e colaboradores uma reflexão sobre o dia-a-dia dentro de uma empresa, levando em consideração todos os pontos que interferem direta ou indiretamente em suas rotinas e convivência no ambiente interno.

O principal objetivo da pesquisa de clima está relacionado a conseguir dados e informações que podem impactar não apenas o convívio diário, mas principalmente os resultados financeiros da organização.

E por meio dessas análises, é possível identificar tendências, problemas e necessidades de melhorias relacionadas aos desafios da liderança, integração da equipe, cultura organizacional, motivação e produtividade.

Essa ferramenta se torna importante pois é ela o principal e mais confiável caminho para entender o que acontece no ambiente interno e qual o impacto disso a curto, médio e longo prazo, nos resultados da empresa.

Conforme já abordamos nas linhas acima, a pesquisa de clima organizacional é uma poderosa ferramenta  de gestão utilizada para medir a percepção e satisfação de colaboradores quanto ao ambiente interno de trabalho, sua função, remuneração, entre outros aspectos.

Por meio dessa pesquisa é possível analisar dados e informações que têm impacto direto nos seguintes pontos:

Clima organizacional ao longo da história

pessoa explicando coisas para outra

Com o objetivo de medir o nível de satisfação de funcionários, a pesquisa de clima organizacional apareceu a primeira vez em 1968, através de um modelo desenvolvido por  Litwin e Stringer.

Este modelo é baseado em nove indicadores para mensurar o clima organizacional. São eles:

  1. Estrutura de trabalho
  2. Responsabilidade/Sentimento de autonomia
  3. Desafios no cargo e no trabalho
  4. Recompensas
  5. Relacionamento
  6. Cooperação
  7. Conflitos
  8. Pertencimento
  9. Padrões definidos pela empresa

Recomenda-se que a pesquisa de clima faça parte do planejamento estratégico da organização, pois é ela que irá apontar possíveis direcionamentos racionais da administração da empresa.

Um dos autores mais respeitados e prestigiados das áreas de Administração e Recursos Humanos, Idalberto Chiavenato reconhece o clima organizacional como uma série de particularidades que podem ser medidas no ambiente de trabalho por aqueles que fazem parte de uma mesma organização. Ainda segundo Chiavenato, é este clima um dos maiores influenciadores da motivação, satisfação e comportamentos no trabalho.

Para o autor, a pesquisa de clima organizacional ajuda a identificar não apenas a satisfação relacionada a aspectos técnicos, mas também a identificar padrões afetivos e emocionais.

Como se mede o clima organizacional de uma empresa

mulher usand um imac

O clima organizacional de uma empresa pode ser medido e mapeado por meio da realização de pesquisas entre os colaboradores e também do acompanhamento de algumas métricas.

Uma das estratégias mais utilizadas, seja por sua facilidade e também por sua eficiência, é a pesquisa de satisfação, que entre os diversos modelos do mercado,  pode ser feita também através da aplicação do método eNPS.

Nela, os colaboradores recebem questionários com perguntas relacionadas ao ambiente organizacional e suas percepções sobre diversos assuntos relacionados às suas rotinas.

Além da pesquisa de satisfação, determinadas métricas de desempenho de rh devem ser acompanhadas para se ter um resultado confiável quando ao clima organizacional. Algumas delas são:

  • Rotatividade na empresa
  • Motivos de ausências e atrasos de funcionários
  • Índices de produtividade
  • Eficiência da comunicação interna
  • Quantidade e motivos de reclamações trabalhistas
  • Avaliação de aprendizagem
  • Relacionamento com gestores
  • Incentivo a autonomia e autogestão
  • Oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional
  • Feedbacks
  • Estímulos à criatividade e aprendizagem
  • Qualidade de vida no ambiente de trabalho

É importante ressaltar que tanto o conteúdo da pesquisa quanto a escolha das métricas de acompanhamento devem estar alinhados com todo o planejamento estratégico da empresa, a fim de obter dados que sejam relevantes para tomadas de decisões e possíveis impactos.

Pesquisa de clima organizacional: como fazer

homem anotando em papel


Por ser uma ferramenta fundamental para a gestão de uma empresa, a elaboração e aplicação dessa pesquisa deve fazer parte do planejamento estratégico da organização, além de estar em harmonia com a definição de metas e demais planos da empresa.

Para ajudar você a desenvolver uma pesquisa de clima organizacional eficiente, separamos um passo a passo. Confira:

1 – Elaboração de um planejamento estratégico

Antes de iniciar a pesquisa é necessário planejar estrategicamente qual sua função dentro da organização, principais objetivos e o que se deseja medir.

2 – Comunicação aos colaboradores

É de extrema importância que todos os colaboradores da empresa sejam informados sobre a aplicação da pesquisa, quais os objetivos e também sobre a segurança das informações e dados que serão fornecidos.

3 -Organização dos dados

É fundamental assegurar que os dados obtidos na pesquisa de clima organizacional sejam organizados e compilados o quanto antes.

4 – Mensuração e análise

Com os dados organizados é hora de medi-los e analisá-los. Uma dica é apresentar esses dados em forma de relatório, para que todo o esforço seja registrado e sirva de comparativo para próximas pesquisas.

5 – Feedback para os colaboradores

É importante que os colaboradores tenham acesso aos resultados da pesquisa e sejam informados sobre os próximos passos que a empresa irá tomar após a análise dos resultados.

6 – É hora de mudança

Com os resultados em mãos, é hora dos gestores definirem os próximos passos e tomadas de decisão, buscando melhorar o ambiente organizacional e gerar novos insights para proporcionar melhorias e aumento de produtividade e lucro.

As vantagens da realização de uma pesquisa de clima organizacional são inúmeras, pois revelam importantes informações que passam despercebidas no dia a dia, mas que impactam em diversas frentes da empresa.

Se a sua empresa não realiza essa prática, é hora de começar a aplicá-la, conhecer a realidade da equipe e se preparar para ajustes e avanços em alguns setores.

Agora, se sua empresa já adota a pesquisa de clima, é hora de analisá-la com muito mais zelo e carinho, afinal de contas, você já sabe a imensa importância dessa ferramenta para a gestão de um negócio.

Compartilhar

Redação GeekHunter

Artigos escritos pela equipe de conteúdo da GeekHunter.